Objetivos, perfil, proposta


1. DA NATUREZA E CARACTERÍSTICAS DO CURSO:

1.1 Nome: Mestrado Acadêmico em Letras.

1.2 Legalidade: Resolução n.º 201/CONSEA, de 24 de março de 2009.

1.3 Modalidade: mestrado acadêmico.

1.4 Área de Concentração: línguas, linguagens e culturas amazônicas.

1.5 Sistema de oferecimento: gratuito, institucional e presencial, em período integral.

2. OBJETIVOS DO CURSO/ PERFIL DO PROFISSIONAL A SER FORMADO:

2.1 Objetivo Geral: o Curso de Mestrado Acadêmico em Letras objetiva oferecer ao Estado Professores/Pesquisadores qualificados, agregando-lhes uma visão brasileira e amazônida das línguas, sem perder de vista o caráter universal das investigações linguísticas e culturais, favorecendo assim o desenvolvimento de estudos mais aprofundados sobre comunidades locais urbanas, indígenas e ribeirinhas da Amazônia.

2.2 Objetivos Específicos

I- Preparar professores/pesquisadores capacitados a exercer o seu ofício considerando as diversas faces da Língua Portuguesa e promover, por meio de sólido substrato teórico e visão apurada da fonologia, morfossintaxe e semântica, o aprofundamento sobre os aspectos políticos e sociolinguísticos influentes nos processos de variações da língua.

II- Desenvolver pesquisas relacionadas à Área de Concentração e às Linhas de Pesquisa do Programa, com o objetivo de adensar as experiências dos nossos docentes, oriundas de diversas proveniências, destinando-as a propósitos comuns básicos;

III- Favorecer a ampliação dos circuitos de reflexão linguístico-cultural, criando ou ampliando as esferas de intercâmbio no âmbito local e deste com o nacional e com o internacional;

IV- Fortalecer a reflexão da sociedade brasileira sobre as suas comunidades amazônicas, ressaltando as suas idiossincrasias, fatores necessários à formulação de projetos de desenvolvimento humano, econômico, social e cultural sustentáveis;

V- Formar pesquisadores capacitados a compreender a interdiscursividade das diversas comunidades linguísticas, tratando o bilinguismo como parte integrante da cultura regional e nacional.

VI- Construir uma agenda de pesquisa nas Áreas de Letras para a Região Amazônica;

VII- Aperfeiçoar os métodos e os modelos de produção de conhecimento linguístico da e sobre a Amazônia, segundo suas características sociopolíticas próprias; e VIII- Valorizar a multi, a trans e a interdisciplinaridade para observar a atuação das comunidades linguísticas particulares, bem como as suas dimensões culturais.

3. PERFIL DO PROFISSIONAL A SER FORMADO: O profissional com grau de Mestre em Letras deverá estar apto, cumulativamente, conforme a sua Linha de Pesquisa específica de Dissertação, a:

a) Formular e desenvolver estudos visando à construção de projetos ou de pesquisas científicas, aplicáveis nos setores da comunicação humana, línguas, linguagens e Cultura, nos setores político, social e histórico, cujas atitudes devem ser planejadas através de interação de diversos saberes linguísticos;

b) Atuar em áreas profissionais ligadas ao ensino e pesquisa de línguas, seja no ensino fundamental, médio ou superior;

c) Desempenhar atividades de docência e pesquisa nas redes pública e privada, ministrando aulas ou conferências sobre Língua Portuguesa e Literaturas, respeitando as especificidades amazônicas, além de cursos de extensão que atendam às comunidades locais na área de Letras, valorizando assim a cultura da coletividade em que está inserido;

d) Atuar no ensino superior mediante cursos de especialização à área de estudos;

e) Coordenar laboratórios e oficinas de produção linguístico-literárias pertinentes às Letras;

f) Agir diretamente nas comunidades amazônidas, na busca de ampliar o conhecimento da cultura própria existente no lugar, objetivando o entendimento com outras culturas, o seu próprio desenvolvimento, no intuito de levar o indivíduo à globalização, ampliando perspectivas, nos seus aspectos psicológicos, sociológicos e antropológicos, de maneira que haja reciprocidade através da comunicação entre aqueles que ostentam variadas ideologias no que concerne à visão holística da pessoa humana;

g) Orientar, dirigir, assessorar e prestar consultoria a empresas diversas, especialmente empresas editoriais, fundações, sociedades e associações de classe, entidades autárquicas, privadas ou do Poder Público, no âmbito da sua área de atuação legal;

h) Exercer a docência, capacitando para a proficiência linguística, através da qual o cidadão pode situar-se e afirmar-se no interior dos conflitos de interesses, presentes na sociedade em que vivemos, conforme a sua complexidade e diversidade;

i) Desempenhar papel de multiplicador, formando leitores críticos, intérpretes e produtores de textos de diferentes gêneros e registros linguísticos, e fornecendo o desenvolvimento de habilidades linguísticas, culturais e estéticas no âmbito sócio político;

j) Projetar e conduzir investigações de língua e linguagem, nas suas diversas modalidades científicas e artísticas, através da análise de diferentes conteúdos e teorias, bem como da sua aplicação no processo de ensino-aprendizagem de línguas maternas;

k) Refletir teoricamente sobre a linguagem vinculada a questões culturais, publicando e assessorando para a formação de políticas públicas de inclusão social, de comunidades tradicionais, de mateiros, ribeirinhos, indígenas ou quilombolas;

l) Possuir atitude investigativa que favoreça o processo contínuo de construção do conhecimento na área das Letras, levando em conta a reflexão, o entendimento, a avaliação e a transformação, quando necessários em sua prática pedagógica;

m) Pesquisar sobre temas e questões relativas aos conhecimentos linguísticos e literários com especial atenção à diversidade amazônica e amazônida;

n) Compreender a formação profissional como um processo contínuo, autônomo e permanente.

4. TOTAL DE CRÉDITOS PARA TITULAÇÃO: - Disciplinas: 18 créditos - Tese/Dissertação: 50 créditos - Outros: Publicação de Artigo Científico: 08 créditos Apresentação de Trabalho em Evento Científico: 04 Créditos Participação em Seminário de Pesquisa e Integração: 04 Créditos

5. VAGAS POR SELEÇÃO: 25, inicialmente.

6. PERIODICIDADE DA SELEÇÃO: Anual.

7. ÁREA DE CONCENTRAÇÃO DO CURSO: Línguas, Linguagens e Cultura Amazônica.

8. PROPOSTA DO PROGRAMA: O Curso de Mestrado Acadêmico stricto sensu em Letras foi criado em 2009, recomendada a sua criação pela CAPES, na Área básica das Letras, sendo objeto de avaliação pela Área de Letras da CAPES. Como Mestrado acadêmico, teve previsto e de fato vem desenvolvendo os produtos do seu labor por meio de publicações de docentes e de discentes, pesquisadores do Curso, participação em eventos e, sobretudo, dissertações de mestrado. O Curso partiu da Propostabase de um Curso de graduação, existente desde 1983, de vários projetos de pesquisa, alguns deles PIBIC, e de seus grupos de pesquisa.

 

Link para Objetivos em PDF.