Estado da Arte


A equipe formada para o desenvolvimento do projeto é composta por pesquisadores com especialidades de distintas áreas, cuja produção se concentra em um ou mais dos três eixos de trabalho propostos e cujos interesses convergem nos estudos e pesquisas voltados para as Diásporas Amazônicas: Língua, Cultura e Educação sob o Signo da Diversidade. O perfil acadêmico da equipe possui uma interface com os objetivos do projeto voltados para formação de uma rede de pesquisadores para construção de diálogos interdisciplinares associados aos eixos de língua, literatura, estudos culturais e educação. 

O PPGL da UNIR possui duas linhas de pesquisa: A linha 1 - voltada para os Estudos descritivos e aplicados de Línguas e Linguagens e, a linha 2 voltada para os Estudos de Diversidade Cultural. Mestrado Acadêmico em Letras é oferecido em sistema gratuito, na modalidade presencial, em período integral, e tem por finalidade incentivar pesquisas voltadas para promoção e o aprimoramento técnico e científico de recursos humanos na área de Letras, Linguística e Cultura no contexto Amazônico. Objetiva é oferecer ao Estados amazônicos Professores Pesquisadores qualificados, agregando-lhes uma visão brasileira e amazônida das línguas, sem perder de vista o caráter universal das pesquisas linguísticas e culturais, favorecendo assim o desenvolvimento de estudos mais aprofundados sobre comunidades locais urbanas, indígenas e ribeirinhas da Amazônia.

No âmbito dos estudos de línguas indígenas, professores e alunos do PPGL/UFPA estão produzindo as descrições e análises de diversas línguas da Amazônia (e.g. Anambé, Apurinã, Asuriní, Araweté, Kuruaya, Makurap, Mundurukú, Parkatêjê, Tembé, Xikrín e Xipaya). Desses estudos, além das produções estritamente científicas, temos como resultados consolidados materiais pedagógicos como dicionários, esquetes gramaticais, textos e materiais de ensino sobre essas línguas, bases de dados eletrônicas, coleções em multimídia de dados linguísticos e etnográficos, além de diversas publicações e eventos científicos promovidos na área.

Esses materiais e a promoção de eventos vem fomentando ações acadêmicas de grande importância, tanto como contribuição científica para o conhecimento linguístico, quanto como recursos para a documentação e fontes para trabalhos de manutenção, revitalização e registros e documentação dessas línguas. Apesar de, em geral, os pesquisadores que trabalham com essas línguas serem especialistas nas mesmas, estes têm atuado de forma ocasional no que se refere às ações relacionadas à educação indígena. Além disso, encontra-se processo de estudo e pesquisa várias sistematizações de informações relevantes ao relacionado aos processos de ensino e aprendizagem delas. Em relação aos estudos e pesquisas sobre as variedades do português brasileiro, o PPGL/UFPA é hoje o maior produtor de pesquisas sobre as variedades do português amazônico, especialmente em relação às variedades paraenses.

No âmbito da literatura, no Programa de Pós-graduação em Estudos Literários (PPGEL/ UNEMAT), devido à diversidade linguística e cultural da região mato-grossense e seu entorno, as linhas de pesquisa do programa voltam-se com intensidade à literatura e cultura regional, com projetos de pesquisa, dissertações e teses voltadas às culturas indígenas e ribeirinhas, literatura brasileira produzida em Mato Grosso, assim como os resultados culturais e literários das migrações que atingiram o estado ao longo dos séculos.
Neste cenário de plurilinguismo (a língua portuguesa e as diversas línguas indígenas) e multiculturalidade, o PPGEL vem realizando o fortalecimento das parcerias internacionais, bem como na mobilidade internacional, internacionalização da pesquisa e publicações com impacto internacional. Para que essa atitude se mantenha com êxito, encontra-se em andamento duas grandes ações:

I. O incremento das missões de estudo e pesquisa dos discentes e docentes, vinculados aos programas de doutorado que integram a proposta;
consolidação e implementação de novos acordos de cooperação com Universidades brasileiras e estrangeiras;

II. Fortalecimento da pesquisa em rede e de missões de docência no contexto da rede Procad-Amazônia, por meio de programa das CAPES e outros órgãos de fomento, que possam colocar em relações institucionais os programas de pós- graduação de excelência com aqueles que precisam ajustar seus mecanismos de funcionamento.

No âmbito do ensino de língua materna é de fundamental o PPGEL vem estabelecendo uma relação entre as teorias estudadas na academia e as práticas realizadas no contexto da educação básica. Com isso estão fomentando os avanços teóricos que contribuam com a qualidade do ensino oferecido na região Amazônica. O propósito destas ações acadêmicas é buscar inserir-se em um espaço ainda carente de pesquisas consolidadas e, sobretudo, que alcancem amplo grau de articulação interdisciplinar.

Neste contexto, o PPGEL busca responder os aspectos legais presentes na legislação que reconhece (ainda que de forma tímida) a existência de uma diversidade linguístico-cultural no Brasil, com uma pesquisa que documente experiências concretas de grupos “minoritários” na Amazônia e que proponha diretrizes, metodologias e materiais que ajudem a fortalecer a escolarização levando as escolas participarem do processo de produção de conhecimento. É preciso, finalmente, que essas pesquisas não se voltem apenas para os “conteúdos” visados (a descrição de línguas ou o registro de práticas sociais), mas também em frente a questão de como esses conhecimentos se transformam quando passam a integrar os processos pedagógicos de ensino e aprendizagem da educação básica.